Guia de Deck: Zoe / Lee Sin – O combo volta ao meta!

Nas últimas semanas, com as mudanças trazidas na grande atualização 2.11, o combo de Zoe / Lee Sin, unindo as proteções de Targon e os feitiços de Ionia, ganhou bastante força e tem sido um deck a ganhar bastante popularidade. Tanto em torneios, quanto nas filas ranqueadas.

Ionia
Monte Targon
0
1
2
3
4
5
6
7+
27 100
champion
6
epic
3
rare
12
common
19
Campeões
6

1

Zoe

x3

5

Lee Sin

x3

Seguidores
4

2

Olho do Dragão

x3

3

Assassina das Sombras

x1

Feitiços
30

2

Cascata Lívida

x3

2

Disciplinas Gêmeas

x3

2

Nananinanão!

x1

2

Onda Sônica

x2

2

Presentes do Além

x3

2

Retirada

x2

2

Toque Conselheiro

x3

3

Lâmina Zênite

x2

3

Quietude

x1

4

Bastião

x1

4

Negação

x2

4

Palma Concussiva

x3

4

Vontade de Ionia

x1

5

Meditação Profunda

x3

1 de julho de 2022
runescola.com.br

Essa lista acima é muito direcionada para o all in que o meta atual permite. Sem a presença de uma grande ameaça agressiva / explosiva, o deck se dá ao luxo de dedicar-se quase que completamente ao combo. Afinal de contas, são 10 unidades (incluindo os 6 campeões) e 30 feitiços. Num meta endereçado ao midrange, com as grandes ameaças caindo nas rodadas 4 e 5 como o Renekton, a Sivir e a Exploradora das Ruínas, o deck de Lee Sin / Zoe ganha espaço para se preparar na mesa até construir seu combo.

Fúria do Dragão

Para os que não entendem, o combo do Lee Sin reside na sinergia entre a Fúria do Dragão, habilidade do campeão ao alcançar o nível 2 e desafiar uma unidade adversária e a palavra-chave de sobrepujar. A Fúria do Dragão causa dano na unidade desafiada, abatendo-a ou devolvendo-a para a mão do seu controlador caso ela não morra e, depois disso, no Nexus do jogador defensor. No entanto, ao ter a palavra-chave de sobrepujar, o Lee Sin acaba causando dano ao Nexus do oponente duas vezes. A primeira por causa da Fúria do Dragão e a segunda por causa do seu ataque, que agora não possui mais uma unidade para bloquear, seja por ter morrido ou voltado pra mão.

Nesta lista em específico de Lee Sin / Zoe, existem dois meios de conceder sobrepujar ao monge cego de Ionia, a maneira tradicional é utilizando a Lâmina Zênite, mas uma segunda forma, mais desesperada, é fazer uso de Presentes do Além junto da Arma Lunari Infernum. Chamo esta abordagem de mais desesperada pois o uso do feitiço assinatura do Aphelios neste deck está muito mais associada à outra unidade do deck.

Olho do Dragão

Olho do Dragão, a seguidora de duas manas de Ionia é a grande estrela deste deck, entrando no campo de batalha com uma frequência muito maior que o normal em virtude dos Presentes do Além para Crescendum, a jogada padrão da lista. Com esta sequência, utilizando-se de quatro manas, o jogador coloca uma das cópias de Olho do Dragão diretamente no campo de batalha, recuperando um ponto de mana gasta e reduzindo o custo geral da jogada para 3, ao mesmo tempo em que já cumpre a quest de fazer dois feitiços numa mesma rodada, fazendo o Dragonito ser invocado no início da rodada seguinte.

Com seis cópias desta carta no deck (três "originais" e três Presentes do Além, o deck recupera importantes posições de board que possam ter sido perdidas, especialmente contra posturas mais agressivas vindas do adversário. É importante, inclusive, ter ciência do momento correto para trazer a Olho do Dragão e tirar proveito de pelo menos um ataque usando o seu Dragonito.

Um ótimo bônus é o fato de que ao invocar Olho do Dragão através dos Presentes do Além, você estará acelerando a quest do Lee Sin para o seu segundo nível, primordial para o combo.

Zoe

É especialmente importante entender a função da campeã nesta lista, já que não há outras formas de evocar, apesar da presença de 16 cartas da região de Targon nesta versão. A Zoe atua como um canivete suíço de geração de valor, te auxiliando a ter respostas pontuais vindas de recursos como Equinócio e Resplendor Lunar ou mesmo Golpe Crescente após o uso de Constelário Maneiríssimo criado com os golpes ao nexus da campeã.

Proteger a Zoe não é necessariamente uma obrigação, embora você deva entender que ela possui maior importância em confrontos em que possa passar desapercebida pelo adversário e subir rapidamente de nível. Nestes casos, você acabará possuindo uma segunda condição de vitória ou, no mínimo, uma condição de "não-derrota", já que por conta do Dragonito, a maior parte das suas unidades terá a palavra-chave roubo de vida.

Feitiços e a Importância do Passe

Como um deck de combo, sua postura na maior parte dos jogos consiste em fazer um setup da mesa e criar as condições para levar o jogo em um movimento (Lee Sin no nível 2 utilizando a Fúria do Dragão para letal). Isso obviamente toma tempo, por isso, quanto mais o jogo se alongar, na maior parte das vezes, melhor para você.

Normalmente a preferência é fazer unidades enquanto mantém-se recursos para protegê-las. Desta forma, a mana de feitiços como Disciplinas Gêmeas, Bastião, Nananinanão! e Negação deve ser mantida sempre que necessário. Lembre-se que você possui apenas 10 unidades neste deck. Exceto pela Assassina das Sombras, cuida das demais com bastante carinho. F Assassina.

Em torneios

Embora nas filas ranqueadas não exista um controle direto sobre o que você vai enfrentar, não acontece o mesmo nos torneios do formato conquista de Legends of Runeterra. Ao poder banir um dos decks da composição do seu adversário, você poderá fazer uma melhor seleção de confrontos para que tenha vantagem na melhor de três. Jogando com Lee Sin / Zoe, você normalmente não deseja enfrentar três decks em específico:

Patrulheiros, uma vez que o deck consegue estabelecer bons desenvolvimentos e lidar com suas unidades aproveitando o desafiador do Plumageiro Rastreador, do Valor trazido pela Investida Anuviante junto da habilidade da Miss Fortune, que responde bem até mesmo a barreira que o Lee Sin recebe ao fazer o segundo feitiço da rodada.

O combo de Karma / Ezreal, por possuir um maior número de impedimentos (cartas como Vontade de Ionia, Palma Concussiva e Negação pode impedir o seu próprio combo com ligeira facilidade. Além disso, o deck se favorece muito mais do jogo ser alongado que você. Afinal de contas, uma Karma no nível dois é uma máquina de valor dificilmente equiparável com outro campeão do jogo.

Shen / Jarvan IV, a nova abordagem para Ionia e Demacia, presente desde a queda da Fiora e mais forte com o recente buff na condição de level up do Jarvan IV também traz cartas que respondem bem os decks de Lee Sin / Zoe. Especialmente, Golpe Orquestrado, que costuma superar a proteção da barreira, uma miríade de cartas com desafiador, incluindo Dragão Furioso e Protegido dos Laurent e truques de combate que podem causar dor de cabeça a suas unidades mais frágeis como Visão Aguçada parando o avanço de uma Zoe.

Obviamente existem outras estratégias a se preocupar, mas é muito dependente das cartas que você e seu adversário possuem à disposição durante o confronto.

Regras do Mulligan com o Zoe / Lee Sin

Jogue tudo que não seja Zoe, Olho do Dragão, Lee Sin e Presentes do Além fora.

Se você estiver enfrentando um deck aggro, TAMBÉM jogue o Lee Sin fora, você precisa ter certeza que terá Olho do Dragão e Dragonito o suficiente no jogo.

No caso de enfrentar uma mirror, ou seja, outro deck de Zoe / Lee Sin, busque pelos campeões da forma mais agressiva possível. A Zoe consegue passar de nível com uma certa facilidade neste confronto e se um dos jogadores tiver o Lee no campo de batalha enquanto o outro não tem, o jogo está definido.

Curtiu? Pega a lista, treina nas ranqueadas e joga os nossos torneios! Eles acontecem toda segunda, quarta, sexta e sábado com transmissão ao vivo no meu canal!

Agradecimentos ao Yangzera pela pauta e dicas de matchups e mulligan!