Guia de Deck – Riven Viktor

Com as mudanças na atualização 3.4, o deck de Mono Shurima tornou-se extremamente popular. A lista hoje representa quase 20% do meta do jogo. Só que ela tem uma fraqueza: Elusivos. Com isso, outras estratégias puderam brilhar enquanto predam as estratégias de Disco Solar Soterrado e esse deck de Riven Viktor, que combina as regiões de Noxus e Piltover & Zaun consegue fazer isso muito bem.

Esse guia também está disponível em vídeo, confira abaixo:

A lista não é nova e já havia visto um jogo marginal em outros momentos, sem muito destaque. Vamos conferir a lista, carta por carta, começando com os campeões.

Noxus
Piltover & Zaun
0
1
2
3
4
5
6
7+
24 000
champion
6
epic
0
rare
13
common
21
Campeões
6

3

Riven

x3

Riven

4

Viktor

x3

Viktor
Seguidores
18

1

Escudeiro da Lâmina

x3

1

Pedinte Zaunita

x2

2

Balísticobô

x3

2

Tecelã de Runas

x3

3

Arquivista da Delegacia

x2

3

Miaudroide

x3

4

Desafiadora Destruída

x2

Feitiços
16

0

Canhão de Poros

x3

2

Disparo Místico

x3

2

Punho de Arma

x1

3

Anime-se!

x3

3

Emboscada

x3

5

Dizimar

x3

27 de julho de 2022
runescola.com.br

Tanto a Riven quanto o Viktor representam condições de vitória do deck. Enquanto a campeã Noxiana cresce com a ajuda dos fragmentos da lâmina, além de do feitiço Emboscada, o Viktor aproveita-se muito da sua palavra-chave aperfeiçoar para ganhar estatísticas muito poderosas, uma vez que o que não falta aqui são cartas criadas.

Além do Aprimoramento de Núcleo Hex, que o Viktor gera todo turno e dos fragmentos da lâmina da Riven, o deck ainda gera a Lâmina do Exílio, Ignição, feitiços fugazes, Incursão Noturna e cópias de Poro Audacioso.

Ainda na categoria de finalizadores, temos o Balísticobô e o Miaudroide. Enquanto o primeiro cresce desde muito cedo e pode receber elusivo via Emboscada e/ou Sobrepujar via Fragmento de Lâmina Firme, o Miaudróide já possui a evasão e a capacidade de tornar-se gigantesco. As demais unidades deste deck tem papel utilitário, embora devam ser utilizadas para pressionar a vida do adversário desde cedo. Escudeiro da Lâmina e Pedinte Zaunita fazem isso muito bem, embora a Pedinte não possua um alvo claro de descarte para a Rodada 1.

Tecelã de Runas pode (e deve) ser utilizada na rodada 2, aproveitando o valor gerado posteriormente enquanto troca com uma unidade adversária. Já a Arquivista da Delegacia deve ser colocada em campo com idealmente 3 manas abertas, para que você possa fazer uso dos feitiços criados por ela com maior liberdade.

Fechando as unidades, Desafiadora Destruída é a substituta para Égide de Ouro. Como este deck normalmente trabalha com uma unidade muito grande que conecta ao nexus adversário, se ela ataca duas vezes por conta da Incursão Noturna, já é o bastante.

Nos feitiços, Canhão de Poros atua aqui como forma de segurar elusivos inimigos, especialmente Zoe, enquanto é importante lembrar que os Poros Audaciosos são unidades criadas e, por isso, sinergizam com Viktor, Balísticobô, Miaudroide e afins.

Disparo Místico e Anime-se! são os recursos coringas. Aqui você deve sempre avaliar se você causa mais dano removendo uma unidade adversária ou jogando o feitiço diretamente no oponente. Dizimar existe aqui para seguir com o segundo plano, sem te dar opções. Por último, o feitiço que normalmente é utilizado para fechar o jogo é Emboscada. A carta entrega 2 pontos de ataque e elusivo como efeito potencializado. Para isso, basta você ter criado qualquer carta em sua mão na rodada.

Agora que você conhece todas as cartas, saiba que o plano de jogo do deck de Riven Viktor funciona normalmente por ignorar o adversário e interagir pouco, optando quase sempre por uma corrida de dano ao Nexus. Como suas unidades crescem bastante e podem, inclusive, ganhar roubo de vida, você não é prejudicado conforme as partidas se alongam. No entanto, saiba que, como existe um timing específico em cada confronto, essa acaba não sendo uma verdade universal.

Sempre leve em consideração a possibilidade do seu adversário matar uma unidade sua conforme você tenta finalizá-lo, seja por dano, abate direto ou removendo todas as suas características, via Areia Movediça, Quietude ou até um Minimorfo. E enquanto dificilmente uma unidade sua causará 20 pontos de dano de uma vez, ela facilmente reduz 10 a 15 pontos de vida do oponente. Para causar o restante, você precisa ter feito uso de ataques nas primeiras rodadas, conjurado Ignição e os feitiços de dano que esse deck possui.

Para jogar melhor com Riven Viktor, lembre-se do seguinte:

Você pode escolher não descartar nada ao jogar a Pedinte Zaunita, basta clicar na opção pular ao jogá-la na mesa.

Não é incomum ver o Balísticobô sendo trocado por cartas bem mais caras que ele durante os jogos. Valorize o seu e abra mão de alguns pontos de vida, se possível, para tê-lo mais forte na mesa.

Tente proteger o level up do Viktor. Uma vez que o campeão passa de nível, boa parte das cartas criadas neste deck passam a ser gratuitas, o que entrega uma vantagem de tempo absurda.

Tenha em mente quais fragmentos já foram criados e usados para saber quais serão os próximos. É muito triste fazer um Punho de Arma esperando ganhar um Fragmento de Lâmina Firme e o jogo criar um Fragmento de Lâmina Reluzente.

Distribua, se possível, o bônus de ataque entre várias unidades, para não ser facilmente respondido por apenas um feitiço do outro lado.

Quando estiver jogando com Riven Viktor, você deve se preocupar com sua rodada três de forma geral. Ter a Riven é bastante poderoso e a mana de feitiço acumulada nas duas rodadas anteriores ajuda muito.

No entanto, se você estiver jogando contra decks agressivos, procure suas unidades de custo mais baixo. Principalmente porque elas farão trocas vantajosas para você: Escudeiro da Lâmina e Tecelã de Runas criam valor por si sós e, se trocadas com unidades do adversário, perfeito.

Contra listas de Gnar, Caitlyn, Aphelios e outras ameaças que costumam aparecer cedo na partida, mantenha Anime-se!, mesmo que você não possua algo que tenha sinergia com o descarte posteriormente.

Finalmente, Dizimar, Emboscada e Desafiadora Destruída são cartas que você prefere encontrar no curso da partida do que mantê-las em sua mão inicial.

Os confrontos deste deck, até o momento, são essencialmente positivos. Até esta quarta-feira, a lista acumulava uma taxa de vitórias de 56.82%.

Além de 70% de vitória contra Mono Shurima, o deck vence com facilidade de listas de Ramp com Aurelion Sol, tentativas de retorno do Azir Irelia além de outros arquétipos mais diferentes, como Taliyah Ziggs e o deck de Elise Aranhas.

Os confrontos mais difíceis são contra Aphelios Viktor e Fizz Lulu, duas listas que também estão muito populares no momento, além de abordagens midrange com Demacia, como Yuumi Pantheon e o deck de Sivir Akshan.


A estratégia de dano explosivo funciona, mas já está sendo respondida por techs dentro das listas mais populares do momento. Os próximos dias nos dirão se a combinação de Riven Viktor terá uma vida longa nesta atualização ou se deve sumir rapidamente.

Até lá, diz aqui nos comentários o que você achou dessa lista. Já teve a oportunidade de testar?