Guia de Deck: Gnar Swain

A combinação de Noxus com Bandópolis não é recente no Legends of Runeterra e o novo deck de Gnar Swain se aproveita muito bem disso.. Tão cedo quanto a região foi lançada, os danos pontuais trazidos por Dardo Venenoso, na época ainda criado pelo Yordle Palestrinha, e Graveto Pontudo, um dos melhores feitiços do jogo, formaram listas utilizando Swain e Teemo e versões com Águas de Sentina, carinhosamente apelidadas de Pingópolis.

Com Gnar agora no jogo, o Elo Perdido agora ocupa o espaço do Teemo, que exercia o papel de ser apenas uma unidade de custo um eficiente. Esta mudança, associada com a chegada do Minidáctilo fortalecendo o mid game, entrega umas das combinações mais poderosas neste começo de temporada.

Noxus
Bandópolis
0
1
2
3
4
5
6
7+
27 500
champion
6
epic
3
rare
14
common
17
Campeões
6

4

Gnar

x3

5

Swain

x3

Seguidores
17

1

Química Criativa

x3

2

Conquiliologista

x3

3

Telescópio Errante

x2

3

Vigia Aracnídea

x3

4

Minidáctilo

x3

8

O Leviatã

x3

Feitiços
17

1

Bando Voraz

x3

1

Dardo Venenoso

x2

2

Graveto Pontudo

x3

3

Golpe Expurgante

x1

3

Guilhotina de Noxus

x2

3

Mão da Morte

x3

4

Palavras Sussurradas

x1

6

Minimorfo

x2

17 de maio de 2022
runescola.com.br
Como jogar

Jogadores acostumados com a dinâmica do Swain desde suas versões com Ezreal vão se sentir em casa, as regras seguem as mesmas de antes: mantenha o seu nexus intacto o máximo possível, cause dano quando estiver em segurança e não permita o seu adversário manter unidades na mesa, desde que você faça isso de forma vantajosa.

No entanto, se antes era necessário encaixar boas jogadas usando cartas como Choque de Statikk para ganhar tempo em relação ao adversário, a nova versão, envolvendo Bandópolis consegue fazer muito mais que isso: todos os seguidores do deck possuem efeitos adicionais aos atributos já eficientes, quando não geram vantagem de cartas, como Conquiliologista, Telescópio Errante e o próprio Gnar ao golpear. 

Além das unidades, o deck possui uma variedade de feitiços com respostas para toda sorte de unidades inimigas, desde a Mão da Morte até Minimorfo, passando pelos “pings” clássicos como Dardo Venenoso, Graveto Pontudo e abrindo margem para recursos inesperados manifestados pelo Conquiliologista e Telescópio Errante.

O jogador de Gnar / Swain precisa ser tranquilo e entender que, embora ele possa criar um cenário favorável para despontar cedo no jogo, principalmente se tiver acesso ao Mega Gnar ou ao Terrordáctilo na Rodada 5; O plano de jogo do deck normalmente envolve esgotar os recursos do adversário para colocar uma cópia de O Leviatã e / ou Swain no campo de batalha em segurança. Não raro, algumas partidas podem seguir para rodadas 10 ou mais.

Este deck exige que você mantenha uma posição favorável na mesa. No entanto, você não precisa preencher o campo de batalha de unidades.

Ao jogar com Gnar / Swain você deve perceber que esticar o jogo, salvo raras exceções, lhe favorece. Cada rodada em que você não sofre dano, é uma pequena vitória e isso normalmente acontece por ter unidades que façam frente às dos seus adversários. A surpresa, no entanto, chega quando você percebe que mesmo que haja um Mega Gnar do lado do adversário, dificilmente ele vai bloquear a sua Química Criativa: isso acontece pelo efeito Bando Voraz.

A carta de Noxus vê jogo desde que foi lançada e tem um par claro: Vigia Aracnídea. A sequência é uma resposta comum a desenvolvimentos em decks midrange, nos quais o jogador acaba tendo de dedicar recursos para colocar algo relevante na mesa, apenas para ter sua unidade perdida pelo feitiço de uma mana após a chegada da aranha.

Entre as cartas presentes no meta atual que você normalmente quer responder com Vigia e Bando, e vale a pena segurar nos confrontos até o desenvolvimento do adversário: Gnar, Ziggs, Minidáctilo, Asalonga de Petricita, Arquiteto de Durand, Veigar, Senna, Udyr e afins.

Mão Inicial

A sua preferência deve ser por respostas que possam ser jogadas cedo ou unidades que manifestem ao entrar em campo. Apesar de serem fortes, Gnar e Minidáctilo devem ser mantidas apenas caso exista uma Química Criativa para ser desenvolvida na rodada 1. Desta forma, o dano causado pela Bomba Rudimentar na rodada 4 será suficiente para transformar uma destas unidades. Ainda assim, só desenvolva seus drops 4 caso seja uma jogada segura. Ou seja, se você não puder ter sua unidade removida por Anime-se!, Bando Voraz e afins.

Bando Voraz é uma carta forte. Apesar disso, você irá mantê-la apenas se também tiver acesso à Vigia Aracnídea na mão. Caso só tenha o Bando, abra mão dele para procurar pela Aranha. Ela compra o tempo necessário em algumas matches, mesmo sem a presença do feitiço.

As demais remoções, em geral, são mantidas contra decks agressivos: Dardo Venenoso e Graveto Pontudo contra hyper aggros, que tendem a baixar unidades desde a primeira rodada. Abra mão dessas cartas e procure por unidades para lidar com decks não tão apressados.

Matchups

Apesar de não existirem ainda tantos dados para entregar números exatos, as matchup mais problemáticas deste deck atualmente acontecem contra decks agressivos de Gnar além de Veigar / Senna. Enquanto os aggros podem estabelecer mesas que encerram o jogo sem lhe dar a oportunidade de responder, a dupla de campeões da Escuridão trazem um plano de jogo ainda mais lento que o seu e que apenas fica mais forte conforme o jogo avança. Nesta match, você é o jogador agressor.

Entre as matchups favoráveis, vale lembrar que os recursos da região de Noxus, principalmente as duas cópias de Guilhotina de Noxus, respondem bem decks midrange enquanto Minimorfo é a carta básica para lidar com unidades problemáticas de late game. Em um meta em que tudo fica gigante, suas respostas são fáceis. A lista de Gnar / Swain lida muito bem com Soraka / Galio, Vladimir / Udyr, Zoe Yuumi e Fizz / Riven.


É importante lembrar que estamos ainda no começo da temporada, com novos decks aparecendo a todo momento, sofrendo alterações, sumindo, etc..

Caso seus recursos sejam limitados, aguarde mais alguns dias antes de dedicar seus fragmentos a alguma estratégia. No entanto, se você gosta da combinação de Bandópolis e Noxus, o deck já se coloca como uma power house nestes primeiros dias de Uma Jornada Curiosa.

Boa sorte nos jogos!

One thought on “Guia de Deck: Gnar Swain

  • 17/02/2022 em 22:54
    Permalink

    O deck inicialmente já faz com que o meu prazer em jogar volte, não é comum ter um bom deck a cada nova aparição de cartas, me sinto feliz pela simplicidade de jogar com ele. O meta está bom pra todos os estilos, menos pra quem é apegado a regiões, que nem o Mateus Limão kkkk.

Fechado para comentários.