Guia de Deck: Sion / Draven Descarte

Com o lançamento de Além do Bandobosque na última quarta-feira, dia 25 de agosto, tivemos a chegada de 126 novas cartas ao Legends of Runeterra, incluindo nove campeões. A partir daí, os jogadores começaram a preparar as suas novas listas e, no bloco de servidor Américas, tivemos dois jogadores brasileiros como os primeiros mestres do servidor: TheBlackBoss e SharkGui. O que ambos tem em comum? Chegaram lá utilizando Sion / Draven (ou o deck mais sinérgico do momento)

Noxus
Piltover & Zaun
0
1
2
3
4
5
6
7+
26 300
champion
6
epic
3
rare
8
common
23
Campeões
6

3

Draven

x3

7

Sion

x3

Seguidores
23

1

Granadeiro Renascido

x3

1

Pedinte Zaunita

x3

2

Bumbuíno

x3

2

Cavaleiro Caído

x3

2

Médico Sepulcral

x2

3

Draga do Sumidouro

x3

5

Belicista Ancestral

x3

8

Alma Perdida

x3

Feitiços
11

0

Canhão de Poros

x3

2

Remexida

x3

3

Anime-se!

x3

5

Técnicas de Sobrevivência

x2

28 de setembro de 2021
runescola.com.br

As cartas da Legião Cinérea de Noxus trazidas em Além do Bandobosque trouxeram mais ferramentas para um arquétipo já comum dos jogadores agressivos: descarte. As unidades da região se aliam com os feitiços de Piltover e Zaun, que costumam utilizar cartas da mão como recurso para apresentar uma nova forma de agressão. O deck não é apenas agressivo e também não é completamente midrange.

Aggro, Tempo e também Midrange

Um dos pontos de maior destaque do Sion / Draven é sua capacidade de explosão em alguns momentos: Pedinte Zaunita descartando Belicista Ancestral na rodada um para causar quatro pontos de dano enquanto começa a fazer a engine de Sion trabalhar é um dos começos mais básicos (e fracos) do deck. E é por isso que ele é tão bom.

Ao testar a nova combinação de campeões, você irá perceber que em muitos momentos, você pode fazer uma disputa em forma de corrida, tentando minar a vida do adversário em diversos momentos e, em outros, você poderá jogar por recursos na mesa, procurando trocas favoráveis. Para isso, o deck conta com Bumbuíno. Além da carta trocar por igual com Caçadora Implacável, principal staple da temporada anterior, a Mordidinha Flamejante! tem uma função de criar uma vantagem de tempo, removendo um bloqueador durante um avanço ou forçando uma troca de unidades em outro ponto da red zone.

E não apenas o Bumbuíno pode ser entregue em trocas com o deck de Sion / Draven sem medo. Não tenha receio de descartar Alma Perdida para encontrar o seu Revenã das Lâminas Gêmeas logo. O seguidor não-colecionável lida com a maior parte das ameaças atuais do meta, incluindo novos campeões como Caitlyn, Senna ou qualquer campeão Yordle atualmente. Além disso, qualquer troca proposta pelo Revenã, por mais que possa parecer de um para um, é teoricamente desvantajosa para o adversário.

Lembre-se que a habilidade de suspiro final do Revenã das Lâminas Gêmeas permite ao deck de Sion / Draven repor recursos em sua mão, para serem eventualmente descartados novamente e para que outras cópias da carta sejam recolocadas na mesa. Não bastasse isso, a Alma Perdida descartada ainda aumenta em 5 pontos a quest de nível do Sion.

Entendendo a sua condição de vitória

95% das partidas com o deck de Sion / Draven são encerradas pela vantagem absurda (e na minha opinião, quebrada) que o Colosso Morto-vivo impõe sobre a vida do adversário. É extremamente raro colocá-lo no campo de batalha na rodada sete e ele não ter passado de nível. Além disso, abater o campeão mesmo durante o ataque, ainda acaba sendo infrutífero em muitas das vezes, já que o Sion Reanimado traz um novo token de ataque, além de propor novamente 10 pontos de dano junto com a palavra-chave de sobrepujar.

Para chegar nesta situação, procure superar o seu adversário em tempo plays (colocando várias unidades por turno para afogá-lo em presença de mesa) e obrigue o seu oponente a lidar com as ameaças presentes no campo até a rodada de número seis (o que no deck de Sion / Draven, não são poucas).

Diferente dos decks de Jinx e Draven, quando o gás do deck era reposto por Experimentador Aprimorado e Jinx, aqui o deck se sustenta por mais tempo fazendo uso de múltiplas cartas, incluindo Remexida, Draga do Sumidouro, Médico Sepulcral, Pedinte Zaunita, e a já comentada Alma Perdida. Com tantas opções, é muito comum observar partidas em que o deck se mantém com uma grande quantidade de cartas mesmo nas rodadas mais altas.

Mão Inicial e Mulligan

TheBlackBoss, primeiro jogador a alcançar o ranking mestre e que usou a combinação de Sion / Draven, nos deu algumas dicas para jogar com o deck e tomar as primeiras decisões no início de cada partida:

Priorize um habilitador de descartes que possa ser colocado cedo em campo, como a Pedinte Zaunita e o Draven

Você só deve manter o Granadeiro Renascido em partidas em que ele possa ser bem curvado e em que já existam formas de descartá-lo em sua mão. Ou em partidas contra decks agressivos e midranges, matchups nas quais você tem de responder a mesa do seu adversário muito rapidamente. Neste caso, o Granadeiro Renascido deve ser colocado em campo em velocidade súbita, normalmente surpreendendo o seu adversário como um bloqueador inesperado.

Em disputas contra decks mais lentos e controladores, mantenha Alma Perdida em sua mão para abusar da vantagem oferecida pela carta no longo prazo e sempre ter recursos à mão. Da mesma forma, nessas matchups, o Belicista Ancestral pode e deve ser utilizado como unidade, aproveitando-se dos seus atributos altos para sobreviver a maior parte das remoções do meta.

Tome cuidado!

Não é difícil perceber uma ausência de formas de interação com as cartas do adversário. Por conta disso, além do Granadeiro Renascido que deve ser utilizado como uma remoção inesperada, como já comentado acima, busque entender bem quando você deve utilizar o Anime-se! e em quem você deve jogar o feitiço. Por último, suas cópias de Técnicas de Sobrevivência devem ser utilizadas priorizando as unidades que você irá remover e não necessariamente quem você irá manter vivo (a menos que a jogada assegure uma vitória).

Foco no meta

Como é uma lista recente e que está obtendo sucesso nestes primeiros dias de coleção, não deverá demorar muito até que o deck de Sion / Draven seja focado por outros decks, principalmente utilizando a região de Freljord e seu pacote de congelamentos. É importante ter uma leitura constante e adaptar cartas para ter melhor resultado no longo prazo. A versão do SharkGui, por exemplo, abre mão das Técnicas de Sobrevivência, carta que é muito eficiente contra unidades como Draven e Sivir para incluir duas cópias de Experimentador Aprimorado, carta comumente utilizada nas listas tradicionais de Jinx / Draven e que, aqui, exerce uma função mais proativa de remoção ao passo que também oferece gás à mão.

Lembre-se que durante esse começo de temporada, tudo é viável! Aproveite e teste bastante, até encontrar a sua lista ideal. Até as lives!

ViktorKav

2 thoughts on “Guia de Deck: Sion / Draven Descarte

  • 27/08/2021 em 6:38
    Permalink

    Muito boa a explicação e obrigado por trazer esse deck. Vou usar e espero conseguir fazer bom uso.

    No texto, na parte que fala sobre Entendendo sua condição de vitória, o link visual para o Sion Reanimado está inativo.

  • 27/08/2021 em 7:14
    Permalink

    Acabei de perceber que a Mordidinha Flamejante, está com o mesmo problema citado acima, só que no primeiro sub título.

Fechado para comentários.